11.7.12



a parte mais difícil de ser humano é ser






Demos-kratia



Afogo-me em perversidades
Perco-me em vilanias
Repugno a miséria
tanta escuridão, tanta maleza,
desprezo.
em páginas diárias
 a improbidade é atroz

Tanta amargura, cisão
Quem escolhe os párias?
Quem separa?
Quais as regras?
Quem guardará os guardiões?




Fúria



Estou ávido de tinta
de tons, das paletas, dos ímpares
de sons, das canetas, dos ares
de vocês;



preciso



pulveriza
meu peito
não espalha
meu espelho



da constrição
sobra o pó.




só o pó



(seco, cinza, rude)


4.7.12

Ébrio II


Escrevo melhor... bêbado.
Vivo melhor.
Bebo. Vejo.
Crio, aglutino, prevejo, adormeço, aconselho, amo, cheiro,
bebo.